[ editar artigo]

PROTUNE ?! Desmistificando as configurações do modo Foto na HERO 7.

PROTUNE ?! Desmistificando as configurações do modo Foto na HERO 7.

 

FALAA FAMÍLIA, TUDO BEM COM VOCÊS ?!

Esse é meu primeiro post aqui na comunidade e venho abordar um pouco sobre o Protune da HERO 7 BLACK.  

Basicamente, o que me motivou a escrever esse artigo foi justamente a minha dificuldade de entender alguns conceitos técnicos de fotografia e, assim, não conseguir registrar minhas fotos do jeito que eu queria e com qualidade.

Preparados ? Vamos lá então ..

Destrinchando o Protune da HERO 7: 

  • OBTURADOR (SHUTTER)

Esse carinha ai, nada mais é do que uma "cortina", um "tampão" que controla a entrada de luz na máquina, ou seja, quanto mais tempo a "cortina" ficar aberta mais luz vai ser processada pela câmera e vice e versa. Então, o usuário pode controlar manualmente a fração de tempo que o obturador ficará aberto e, assim, o período de exposição do sensor. 

Outro ponto importante, é entender que a relação entre o tempo que o obturador fica aberto e a sua velocidade de abertura são inversamente proporcionais. Isso significa que quanto maior o tempo em que a "cortina" fica aberta mais lento é a velocidade do obturador e o contrário também se aplica.

Mas isso importa ? ... Sim. E muito!

Com o controle da velocidade do obturador é possível transmitir para imagem uma sensação de movimento ou de congelamento. Por exemplo: Fotos noturnas de light painting ou véu de noiva nas águas de uma cachoeira são obtidas através de uma velocidade do obturador mais lenta, com um período de tempo de exposição maior do sensor. Já aquelas fotos em que tudo está parado ou quando o velocista vai cruzar a linha de chegada, utiliza-se velocidades do obturador muito rápida, fração de tempo muito baixa. 

Por fim, para ficar craque nesse conceito a dica é brincar com a nossa GOPRO. No meu caso, minha meta é produzir uma foto massa de light painting.

  • COMP EX (EV COMP)

Então galera, essa era uma das minhas maiores dúvidas mas na verdade essa configuração não é tão complicada quanto parece. Basicamente, é o ajuste da claridade/luminosidade, ou seja, em um ambiente de pouca luz o usuário pode aumentar a exposição deixando a foto superexposta. Já para um ambiente com muita luz, é possível diminuir a exposição para uma escala negativa e obtendo uma foto subexposta. 

No meu caso eu utilizo a COMP EX no "zero" ou "-0,5" e depois utilizo software de edição para deixar do jeito que eu gosto.

  • BALANÇO DE BRANCO (WHITE BALANCE)

Indo diretamente ao ponto, aqui é a forma como a nossa digníssima GOPRO percebe a iluminação do ambiente. O modo de controle manual ocorre através da temperatura Kelvin (K) sendo que a mais alta é de 6500K e resulta em uma imagem mais "amarelada" e a mais baixa é de 2300K que deixam as fotos mais "azuladas".

Essa é uma característica que prefiro deixar também no automático pois a própria câmera irá processar e entregar a imagem mais próxima da realidade. Além disso, o tratamento posterior em software de edição é simples.

  • ISO (MÍN/MÁX)

Outra função de extrema importância é esse carinha chamado de "ISO". Ele representa a sensibilidade do sensor, ou seja, é a capacidade/facilidade do equipamento processar a luz. Dessa forma, é possível determinar um range máximo e mínimo do "ISO" sendo que o segredo é utilizar o "ISO" ´mais baixo que conseguir para evitar imperfeições na foto e deixá-la mais nítida. 

Como isso se aplica?

Em situações com pouca luminosidade, torna-se necessário aumentar o "ISO" com o intuito de aumentar a sensibilidade do sensor e, assim, capturar a imagem desejada. No entanto, aumentar demasiadamente o "ISO" resultará em uma foto com ruido/granulada e com baixa nitidez.  Então, o controle do "ISO" é para justamente garantir que haja uma iluminação adequada para aquela determinada situação.

Minha humilde dica, que na verdade é dos diversos monstros de GOPRO como o Adrews, a Nina e o Ropdz é: "ISO MIN" = 100 e "ISO MAX" = 200.

Detalhe -- Tentar não ultrapassar os 400 a não ser que queria atingir determinado resultado.

  • NITIDEZ (SHARPNESS)

Essa característica nada mais é do que a clareza de detalhes da foto, a sua textura, ou seja, é aquilo que influencia a nossa percepção, é a fidelidade a cena. A nossa GOPRO, tem três opções de nitidez: baixa, média e alta.

Eu particularmente deixo a minha câmera no modo Médio e faço ajustes posteriores em softwares de edição.

  • COR (COLOR)

Na GOPRO, particularmente, existem duas opções: Gopro e Flat. No primeiro modo, o processamento da imagem ocorre de forma automática resultando em uma imagem com cor mais viva, com mais contraste, mais saturação. Já no segundo, oferece um padrão de cor mais neutro, o que dá maior flexibilidade de pós edição. Outro aspecto importante do modo Flat é que a captura gera mais detalhes nas sombras e redução dos realces (pontos brilhantes).

No meu caso, eu prefiro deixa no modo Gopro e fazer ajustes em softwares de edição. Mas confesso que ainda não testei o modo Flat e deixo para próximos posts.

  • RESUMÃO


Então é isso famíliaa.. Espero que tenham gostado e aproveitem as informações.

Se houver algum erro ou algo a para acrescentar TAMO JUNTO e vamos sempre nos ajudar.

VLWSS 👊👊

GOPRO NA PRÁTICA
Ler conteúdo completo
Indicados para você